Cultura: arma da transformação social 

WhatsApp Image 2019 04 13 at 14.49.53

Em tempos em que se fala tanto em armas, violência, desastres, enfim, quando se percebe a necessidade de mudar histórias por uma nova dinâmica social, precisamos lembrar a importância da cultura para o desenvolvimento de uma sociedade. 

Bem como o direito à vida e moradia, o direito à cultura também é garantido pela Constituição Federal e hoje as políticas públicas de acesso à cultura pedem socorro. 

De acordo com dados do Blog Contas Abertas, de 2001 a 2015, foram R$ 33,6 bi orçados para o Ministério da Cultura (Minc), porém apenas R$ 18,6 bi foram de fato investidos pela Pasta nos projetos e iniciativas culturais no país. 

O dado é alarmante, levando em consideração, que temos um país repleto de manifestações culturais, que integram a nossa história e potencializam a construção de um futuro, com cidadãos e cidadãs conhecedores do seu papel na sociedade, impulsionados pelas reflexões que a cultura traz para as comunidades. 

É através do acesso à cultura, que se oportuniza igualdade, mas é preciso ter políticas públicas de potencialização da área em todas as suas vertentes. 

A cultura engloba conhecimentos, crenças, artes, ética, moral, conduta, respeito. A cultura é a oportunidade de garantir as transformações sociais e conduzir a sociedade para uma nova realidade diante do mundo. 

É preciso oportunizar, é preciso abrir espaço para que as manifestações culturais sejam (re)conhecidas pelos povos, para que tomem posse desta importante arma de interação e reflexão, que leva a verdadeira transformação social e se não se tem o investimento público necessário, talvez seja preciso então, que cada um e cada uma faça sua parte na valorização e proteção das manifestações culturais. Tão dinâmicas e tão diversas, as manifestações compõem a sociedade brasileira e hoje ainda esbarram na falta de vontade política de definir políticas públicas e assim fazer a verdadeira transformação, tão necessária e esperada pela sociedade brasileira.