A Exposição ‘Contraste’ traz o grafite ao Sesc Arte ao Cubo

O uso do grafite para chamar a atenção da sociedade brasileira sobre a extinção de animais ameaçados.

Da Redação | Com informações Ascom Sesc

Essa é temática de “Contraste” do artista plástico Adenildo Soares da Silva ‘Denis L.D.O’ (AM). Terceira exposição deste ano do Projeto Sesc Arte ao Cubo, na praça externa do Centro de Atividades do Sesc Palmas, que fica na 502 Norte, e iniciou no dia 06 de junho e ficará aberta à visitação pública gratuita até o dia 30 de agosto de 2019. Visita mediada e informações pelo telefone (63) 3212-9922.

Exposição ‘Contraste’

48001817391 008e3a0765 zVisão futurística do que a fauna pode virar devido a extinção | Fotos: Divulgação

‘Contraste’ é uma exposição que vem da forma como é tratada os animais silvestres, principalmente na região Norte onde é grande o número de animais em alto risco de extinção, como no caso do Sauim de Coleira. A exposição retrata esses animais caçados e a parte biomecânica nos desenhos remetem a esses maus tratos e é como se fosse uma regeneração dessas partes mutiladas, refeitas na exposição como biomecânicos. Além dessa forma de readaptação dos animais, através dos desenhos em biomecânicos, o conceito entra na parte de informações uteis sobre os animais extintos e gera esperança para que, através do conhecimento sobre a situação atual desses animais, algo possa ser feito em ondas de comunicação propagadas para a diminuição da forma como são tratados nossos animais silvestres, que ainda sofrem com o tráfico dos mesmos. A faixa etária é livre.

“A exposição do amazonense Adenildo Soares da Silva (Denis L.D.O) aborda em sua poética todo esse universo, sobre essa destruição silenciosa anunciada, mas pouco creditada. Os animais representados em seus trabalhos perdem, aos poucos, a materialidade biológica até transformarem-se em máquinas. Podemos pensar que, talvez, seja quase profética sua criação, ao pensar e representar um mundo onde as formas de vida desaparecem, restando apenas a reminiscência dessas vidas recriadas em forma de robôs. Usando a técnica do graffiti em forma de murais, seus animais nos convidam a pensar o aqui e o agora, para que haja o amanhã”, destaca Vone Petson, curador da Exposição e Promotor Cultural em Artes Plásticas do Sesc Tocantins.

Adenildo Soares da Silva (Denis L.D.O)

Graffiteiro, rapper, 34 anos, solteiro, amazonense atuante no cenário do Hip Hop Nortista desde 2001, fundador do grupo de graffiti (A.I.R.) e do selo de música (Lado Bom) com muitos trabalhos desenvolvidos em muralismos pelo Estado do Amazonas e parceiro nos 10 Estados da Amazônia legal com o Projeto Sesc Amazônia das artes 2018, além de participações em eventos de graffiti e exposições com seus trabalhos sobre os animais biomecânicos em quadros e também desenvolvedor de oficinas de graffitis através da Secretária de Cultura do Estado do Amazonas durante toda sua atuação no cenário.