#CenárioPorAí: Monte do Carmo é rota do Jalapão e reserva grandes belezas

 A distância entre a Capital tocantinense a histórica Monte do Carmo não chega a 100 km e a chegada ao município encanta, quem por lá desembarca.  

Fábio Coêlho

foto 10kMonte do Carmo reserva históricas belezas para quem passa por lá | Foto: Fábio Coêlho

Monte do Carmo é um dos caminhos para o Jalapão e para quem quer conhecer as diversas belezas do Tocantins, a rota reserva um início de rota encantador por uma pacata cidade do interior do Tocantins com cerca de 7 mil habitantes, que vivem na zona urbana e rural.  

Com o descobrimento das minas de ouro, ainda no século XVIII, Monte do Carmo começou a ser habitada e em 1836 o povoado, já consolidado, recebeu o nome de arraial de Nossa Senhora do Carmo até que em 1953 a cidade ganhava seu nome definitivo: Monte do Carmo. 

Igreja Nossa Senhora do Rosário 

Patrimônio histórico e cultural da humanidade, a Igreja Nossa Senhora do Carmo, localizada na Praça da Matriz na cidade, foi construída em 1801 e tem em sua construção e adereços religiosos o registro da história daquele povo.

igreja monte do carmo emerson silvaHistórica Igreja de Nossa Senhora do Rosário em Monte do Carmo | Foto: Emerson Silva

Conforme as informações da Prefeitura Municipal, ela conserva as características da arquitetura colonial, lembrando muitos aspectos de algumas igrejas do interior de Minas Gerais, construídas antes do advento do modernismo, com influências coloniais, onde predomina a imponência da instituição sobre o contexto em que está inserida.

festejo monte do carmo foto auro giulianoFestejos animam calendário cultural em Monte do Carmo | Foto: Auro Giuliano

É da igreja que as manifestações culturais da cidade saem. Lá acontece a folia ao Divino Espiríto Santo, a Festa de São Sebastião e a Festa do Carmo, que é a comemoração da padroeira da cidade, Nossa Senhora do Carmo.